ADDX - Idéias + Resultados
Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais
Menu de acesso rápido:
Onde você está
Mídia | Jornal do CRMMG | Jornal ON-LINE

Saúde na Imprensa


09/10/2019 – 12:50  —  Fonte: SECRETARIA DE SAÚDE MG

Boletim Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo


 

09 de Outubro de 2019, 8:12

Atualizado em 09 de Outubro de 2019, 8:35

 

O Sarampo é uma doença viral, infecciosa aguda, grave, transmissível, altamente contagiosa e comum na infância. A doença começa inicialmente com febre, exantema (manchas avermelhadas que se distribuem de forma homogênea pelo corpo), sintomas respiratórios e oculares.

 

No quadro clínico clássico, as manifestações incluem tosse, coriza, rinorreia (rinite aguda), conjuntivite (olhos avermelhados), fotofobia (aversão à luz) e manchas de koplik (pequenos pontos esbranquiçados presentes na mucosa oral). A evolução da doença pode originar complicações infecciosas com amigdalites (mais comum em adultos), otites (mais comum em crianças), sinusites, encefalites e pneumonia, que podem levar a óbito. As complicações frequentemente acometem crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

 

 

A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções (ou aerossóis) presentes na fala, tosse, espirros ou até mesmo respiração. Na presença de pessoas não imunizadas ou que nunca apresentaram sarampo, a doença pode se manter em níveis endêmicos, produzindo epidemias recorrentes.

 

Desde o início do ano foram confirmados 41 casos de sarampo. Quatro desses ocorreram no primeiro trimestre, e a cadeia de transmissão foi contida. A partir de junho de 2019 (SE 23 a 40), o número de casos suspeitos aumentou, totalizando 1.420 notificações provenientes de 215 municípios no estado. Desses, 733 (51,6%) foram descartados, 650 (45,8%) estão em investigação e 37 (2,6%) casos foram confirmados, sendo detectados novos casos e cadeias de transmissão.

 

 

Os 04 casos confirmados no primeiro trimestre foram de residentes dos municípios de Belo Horizonte, Contagem e Betim, tendo esta cadeia, como caso índice, um viajante da proveniente da Europa (Mais detalhes nos boletins anteriores).

 

 

A maioria dos 37 casos confirmados está relacionada à importação do vírus de doentes que estiveram no estado de São Paulo ou por contato direto com quatro doentes paulistas provenientes das cidades de São Paulo-SP (1), Jundiaí-SP (1) São Bernardo do Campo (1) e Araras-SP (1). A exceção deste tipo de vínculo foi para os casos das cidades de Betim, Ribeirão das Neves, Unaí, onde não foram identificadas as origens de contato dos doentes.

 

 

Mais detalhes no Boletim.

 

 

Ações da SES-MG

Construção e divulgação do "Plano de Contingência para Resposta às Emergências em Saúde Pública: Sarampo";

 

Atendimento pelo CIEVS MG, em esquema de plantão, referente a notificações imediatas de sarampo pelas vigilâncias epidemiológicas locais;

 

Participação ativa no CME com presença de outras áreas interna da SES-MG e parceiros externos;

 

Instalação da Sala de Situação/Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) Estadual, com o objetivo de gerar informação de qualidade e em tempo oportuno, bem como fornecer respostas rápidas de forma intersetorial.

 

Operacionalização de uma sala de vacinação no Aeroporto de Confins, realizando vacinação seletiva durante 15 dias;

 

Vacinação seletiva na Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais (CAMG);

Publicação da Resolução SES/MG N. 6783, de 17 de julho de 2019, que institui incentivo financeiro para ações de intensificação da vacina tríplice viral nos municípios do Estado;

 

Emissão de inúmeros Alertas para os profissionais de saúde sobre a doença e locais com surtos ativos;

 

Atualização do hotsite pela Assessoria de Comunicação Social (disponível em: www.saude.mg.gov.br/sarampo)

Elaboração de Boletim Epidemiológico semanal;

 

Elaboração de documento com orientações sobre intensificação vacinal principalmente nas Regionais de Saúde que fazem divisa com o estado de São Paulo.

 

Elaboração de Memorando com orientações sobre a conduta vacinal em menores de 1 ano;

 

Realização de videoconferências com as Unidades Regionais de Saúde;

 

Intensificação de mídia e ações de mobilização social;

 

Interface direta com a Fundação Ezequiel Dias (FUNED-MG), iniciando a realização do exame PCR em tempo real (exames laboratoriais mais sensíveis, específicos e rápidos);

 

Elaboração e divulgação do "Fluxograma de Atendimento aos Casos Suspeitos de Sarampo";

 

Definição de serviços de saúde referência no Estado para pediatria e adultos.

 

Atendimento a demandas de imprensa com divulgação de informações relacionadas a doença e vacinação por intermédio da Assessoria de Comunicação Social;

 

Disponibilização de vitamina A em hospitais de referência macrorregional para dispensação durante assistência de casos potencialmente graves.

 

Clique aqui e acesse o Boletim Epidemiológico do Sarampo.

Por Jornalismo SES

Notícia adicionada por: Edson Braz
Visualizações: 19


Rua dos Timbiras, 1200, Boa Viagem
Belo Horizonte/MG — 30140–064
Horário de atendimento: 09:00h às 18:00h
Geral: (31) 3248–7700
FALE CONOSCO
Delegacias Regionais: